Em mensagem, a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, disse que “a filosofia é uma disciplina inspiradora e uma prática diária que pode transformar sociedades.”

Contributo
Para Audrey Azoulay, a disciplina permite “descobrir a diversidade das correntes intelectuais e estimular o diálogo intercultural.” Também“desperta mentes e força o confronto entre opiniões, ajudando a construir uma sociedade mais tolerante e respeitadora.”

“A filosofia é uma disciplina apaixonante, é também uma prática cotidiana que pode transformar as sociedades. Ao nos fazer descobrir a diversidade dos atuais intelectuais do mundo, a filosofia estimula o diálogo entre as culturas”, declarou.

Segundo ela, ao conscientizar as mentes sobre o exercício do pensamento e sobre o confronto racional das opiniões, a filosofia ajuda a construir uma sociedade mais tolerante e mais respeitosa.

“Para a UNESCO, a filosofia também é o meio de liberar o potencial criativo da humanidade, e fazer emergir as novas ideias. A filosofia cria condições intelectuais para a mudança, o desenvolvimento sustentável e a paz.”

A Conferência Mundial das Humanidades, na Bélgica, em agosto de 2017, determinou as diretrizes para o ensino de humanidades. A UNESCO se esforça para difundir esta visão e lançar luz sobre as novas práticas que têm revolucionado tal disciplina nos últimos anos, entre os jovens, inclusive fora do ambiente escolar, nas mídias sociais, bem como na maneira em que a filosofia utiliza hoje os desenhos, a música e a cultura visual.

A diretora-geral da UNESCO lembrou que, ainda hoje, a filosofia é um baluarte contra o estreitamento de opiniões, uma maneira de cultivar a distância crítica diante da saturação das informações, diante dos discursos simplistas que buscam colocar as culturas umas contra as outras.

“Há uma necessidade urgente de filosofia. Ela não fornece respostas, mas nos permite fazer as perguntas corretas. Como escreveu o poeta Rabindranath Tagore, ela nos convida a ‘sair dos limites de nossa sensibilidade e de nossa visão mental para alcançar uma liberdade mais ampla’, declarou.

“Esta é uma oportunidade a ser aproveitada, e eu peço a todos os Estados-membros a transmitir esta mensagem que ressoa no cerne do mandato da UNESCO”, concluiu.

Objetivos
O Dia Mundial da Filosofia foi criado em 2002 para destacar a importância desta disciplina, sobretudo para os jovens. Um dos objetivos da data é aumentar o reconhecimento da filosofia, encorajando o ensino da disciplina em todo o mundo.

No final de 2019, a Unesco destacou a sua importância em diferentes regiões. A diretora-geral da Unesco diz que disciplina contribui para desenvolvimento sustentável e para a paz.

O objetivo é recolher contribuições de várias partes do mundo para o debate sobre desafios e transformações globais. A agência pretende encorajar o diálogo sobre desafios como migração, radicalização, mudança ambiental e inteligência artificial.

Segundo a Unesco, filosofia “é o estudo da natureza da realidade e existência, do que é possível saber e do comportamento certo e errado.”

A palavra vem do grego “phílosophía”, que significa “amor ao conhecimento”.

Fonte: ONU News

COMENTÁRIOS




Revista Ecos do Saber
"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." - Cora Coralina